Franco Cartafina afirma que Frutal tem deputado federal em Brasília e que trabalhará pela cidade pelos próximos anos

Política em 19 de janeiro, 2021 11h01m
Facebook Twitter Whatsapp

O deputado federal, Franco Cartafina, esteve em Frutal na tarde de terça-feira, dia 12 de janeiro, para fazer uma visita de cortesia ao prefeito Bruno Augusto de Jesus Ferreira. O chefe do Executivo frutalense aproveitou a oportunidade para apresentar um levantamento fotográfico realizado pela secretária de saúde, Lamonise Ribeiro, mostrando a precariedade infraestrutural dos prédios que abrigam as Unidades Básicas de Saúde.
Muitos desses imóveis sofrem com problemas crônicos de infiltração, além disso, muitos deles estão velhos, malcuidados e não apresentam as condições sanitárias adequadas para atender à população. Não só o deputado federal como também os vereadores, os secretários municipais e os líderes comunitários convidados para participarem do evento ficaram estarrecidos com a situação da saúde frutalense que pede socorro. 
Franco Cartafina afirmou que em breve receberá Bruno Augusto em Brasília para que os dois possam ir juntos até o Ministério da Saúde em busca de recursos para o setor. ”O povo brasileiro paga muito imposto e por isso precisamos trabalhar, enviando recursos para o município. A pressa para melhorar esse estado lamentável da saúde municipal não é só do povo frutalense, é minha também”. A secretária, Lamonise Ribeiro, responsável por fazer esse levantamento que expôs o caos em que se encontra a saúde frutalense disse que não são apenas os prédios que estão abandonados. “Temos um problema de escassez de mão de obra, falta recepcionistas, técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos. Infelizmente, a saúde de Frutal está doente”.
Outro problema levantado durante a reunião pelo prefeito Bruno Augusto foram os processos de licitação e as compras de materiais e equipamentos realizadas durante a gestão anterior. “Temos casos de licitações no mínimo suspeitas em que peças são compradas com valores bem acima do que é praticado no mercado. Um exemplo é uma peça que está licitada no valor de 369 reais, mas que é encontrada em outras oficinas da cidade no valor de 65 reais”. De acordo com Bruno, o problema da falta de investimentos em áreas essenciais com a saúde está intimamente ligado ao mau uso do dinheiro público. “Quando você zela pelo dinheiro público, é possível investir ele no que realmente importa. Enquanto estivermos aqui não haverá desperdício, vamos fazer o dinheiro do povo aparecer e render e aplicar ele em benfeitorias para a comunidade frutalense”, garantiu o chefe do Executivo frutalense.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp