Comitê Técnico e Científico da Secretaria Municipal de Saúde é apresentado oficialmente à sociedade

Covid-19 em 24 de fevereiro, 2021 10h02m
Facebook Twitter Whatsapp

Por Assessoria de Comunicação da SMS

Como forma de demonstrar clareza e transparência nas ações, pela primeira vez desde que foi criado, os membros que compõem o Comitê Técnico Científico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Enfrentamento à Covid-19 foram oficialmente apresentados à comunidade frutalense durante oitiva realizada na segunda-feira (22) e transmitida ao vivo por meio da live feita na página oficial do Facebook da Prefeitura de Frutal. 

Na oportunidade, também foi feita uma abordagem geral sobre o atual cenário da Covid-19 em Frutal apresentada aos internautas, às autoridades, representantes do Comitê Gestor de Enfrentamento à Covid e às entidades classistas presentes no espaço EcoCidadania (antiga Oficinas de Artes Yara Lins). 

Após a abertura da oitiva feita pela Secretária Municipal de Saúde, Lamonise Ribeiro e a apresentação da formação técnica de cada um dos membros do Comitê, o médico infectologista do Hospital Frei Gabriel, Flávio César Lucas Bugiga, fez uma abordagem geral sobre a Covid, destacando a parte epidemiológica e clínica da doença, de como o organismo reage e sua resposta imune. Em seguida, o diretor clínico do HFG, Daniel Godoi Bernardes da Silva, discorreu sobre as taxas de ocupação de leitos de Covid e a rotina de atendimento de pacientes na instituição. 

Já a coordenadora da Vigilância em Saúde, Patrícia Xavier Silva Barbosa, apresentou os indicadores epidemiológicos levantados pela Secretaria de Saúde. Neles, mostra que em março de 2020 o município havia registrado um caso da doença no mês, já em setembro do mesmo ano, houve o pico máximo de 640 casos positivos do novo Coronavírus. Além disso, desde novembro do ano passado, quando a curva teve uma leve queda, os números não pararam de aumentar. Ainda de acordo com o levantamento, a faixa etária com mais casos positivos são jovens em atividade entre 30 e 39. “O que nos preocupa é estes jovens podem estar levando o vírus para dentro de casa, contaminando seus familiares, em alguns casos, causando óbitos”, enfatizou.  

Publicidade

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica responsável pelo Covid, Naiane Menezes Ferreira Abi Rached, apresentou o perfil epidemiológico da macrorregião Triângulo Sul, composta por 27 municípios na qual Frutal faz parte. Naiane Menezes explica que por meio do perfil a equipe de saúde traça metas e ações junto com a Vigilância Sanitária na tentativa de combater a propagação do vírus. Os dados são levantados semanalmente por Boletins Epidemiológicos, taxas de incidência, casos de surtos, óbitos e internações. “Durante a pandemia, foi possível observar que a maior incidência dos surtos da doença está nos serviços alimentícios e comércio em geral”, já nos últimos 14 dias, nas grandes indústrias de álcool e açúcar do município”, informou. 

Após as apresentações, autoridades, representantes classistas e membros do Comitê Gestor também se manifestaram, opinando sobre o que acham das ações desenvolvidas no controle e combate à pandemia em Frutal.

Ao se manifestar no final da oitiva, o prefeito Bruno Augusto de Jesus Ferreira, fez um desabafo pedindo à população que tenha mais responsabilidade sobre suas vidas e de outras pessoas. “Estamos com centenas de casos de Covid somados em janeiro e fevereiro e com uma média de 30 a 40 diariamente. É um grupo de pessoas que não se cuida, que se aglomera, que não respeita ninguém, fazem festas clandestinas. Não estamos aqui para prejudicar comércio e sim, para salvar vidas. Essa reunião é para mostrar a dura realidade que Frutal está enfrentando”. 

Para a Secretária de Saúde, Lamonise Ribeiro, a oitiva do Comitê foi produtiva e importante porque foi o momento de ouvir os representantes de classe dando a eles a oportunidade de justificarem seus pontos de vista com relação aos Decretos Municipais de controle e combate à Covid. Além disso, foi uma maneira de informar a população sobre os riscos da doença e ações desenvolvidas pelo Comitê Técnico Científico. “Foi uma exposição para que a comunidade conheça a nossa metodologia de trabalho baseada na seriedade e na transparência das ações no combate à pandemia no município”, afirmou.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp