Frutal será projeto piloto do Saúde em Rede do Governo de Minas

Saúde em 12 de julho, 2021 17h07m
Facebook Twitter Whatsapp

Por Assessoria de Comunicação da SMS

Para que o projeto inovador que engloba ações em 142 municípios passe a funcionar, prefeitos dos municípios da microrregião participaram de forma presencial e online de um evento realizado na Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Uberaba que contou com a presença do secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretii.

De Frutal, estiveram presentes no encontro o prefeito Bruno Augusto de Jesus Ferreira, a secretária de Saúde Lamonise Ribeiro, além de secretários de saúde e prefeitos dos demais municípios da microrregião de Frutal e Iturama, como Carneirinho, Comendador Gomes, Fronteira, Itapagipe, Limeira do Oeste, Pirajuba, Planura, São Francisco de Sales e União de Minas.

Ao mesmo tempo em que o Termo de Compromisso entre Estado e município no processo em expansão Saúde em Rede era assinado em Uberaba, em Frutal, as coordenadoras de saúde participaram nos dias 23 e 24 de junho, no espaço Uaitec, de um curso ministrado por profissionais da Secretaria de Estado, Superintendência Regional de Saúde e Escola Pública de Minas Gerais.

O prefeito Bruno Augusto informa que Frutal foi selecionada para a execução do projeto piloto porque o critério adotado pela Secretaria de Estado de Saúde foi inicialmente escolher os municípios sede que possuem Centro Estadual de Atenção Especializada (CEAE) a exemplo de Frutal que já foi contemplada na segunda parte do projeto de expansão. “Somos parceiros e estamos trabalhando junto com o Estado para avançarmos na saúde do município, inclusive pedi pessoalmente ao Secretário Fábio para que levasse ao Governador Zema o nosso compromisso e o fortalecimento desta parceria”, ressalta.   

Uma das profissionais que ministrou o curso no Uaitec, Amanda Soares, da Escola Pública (BH), informa que os tutores vão acompanhar e desenvolver diferentes discussões e atividades com as equipes do CEAE e da Unidade Básica de Saúde Geraldo Paiva (Ipê Amarelo) que foi escolhida para ser o projeto piloto de expansão do Saúde em Rede. “É um projeto estratégico que vai reestruturar a rede de Atenção Primária à Saúde convocando mudanças nos processos de trabalho das UBSs e da atenção especializada da região”, explica.

Publicidade

De acordo com Lamonise Ribeiro, a partir de agora a Secretaria de Saúde, tem 40 dias para executar na prática o que foi passado durante o curso que vai se estender até abril do ano que vem. Nesse período, serão repassadas aos profissionais das UBSs do município as diretrizes de acordo com o desenho da rede que o Estado vai definindo a cada oficina a ser realizada. “O objetivo do Governo do Estado é que toda Atenção Primária seja fortalecida, resolutiva, de modo a gerar uma menor hospitalização e cumprir o seu papel na saúde, atendendo o paciente na sua totalidade, deixando para o hospital somente o que for de média e alta complexidade”, esclarece. 

SOBRE O PROJETO SAÚDE EM REDE

Visa organizar as Redes de Atenção à Saúde desde a Atenção Primária, passando pela atenção especializada e hospitalar, promovendo melhorias nos serviços com foco inicial na linha de cuidado materno-infantil.

A metodologia utilizada será a educação à distância, com apoio da Escola de Saúde Pública (ESP-MG), na formação de analistas regionais que ficarão responsáveis pela formação de tutores que atuarão nos municípios.

A implantação se dará em três ondas, sendo esta a primeira, com 19 microrregiões incluídas, e as demais com 33 microrregiões cada, com previsão de implantação total no estado até 2022.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp