Homem procurado pela justiça por matar a namorada em São Paulo morre em Planura

Policia em 24 de janeiro, 2022 16h01m
Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Balanço Geral

O homem que era foragido usava documentos falsos para esconder sua verdadeira identidade

 

Um homem que usava o nome falso para esconder sua verdadeira identidade morreu na sexta-feira, 21, em Planura. Daniel Landiva Rodrigues de 41 anos era procurado pela polícia e suspeito por ter matado sua namorada Beatriz de Espindola Fermino Calado de 32 anos com golpes de faca em fevereiro de 2020 em um apartamento no Jardim São Jorge, zona oeste de São Paulo. O suspeito estava foragido.

Daniel deu entrada na Unidade Mista de Saúde de Planura em estado grave e apresentou um documento falso com o nome de Carlos Eduardo de Lima. O procurado enquanto era atendido sofreu insuficiência respiratória aguda, sendo atestado óbito por pneumonia.

Publicidade

Os pais ao assinar a ficha de atendimento percebeu que o documento de Daniel não conferia com o documento apresentado pelo hospital, constatando que foi utilizado um documento em nome de outra pessoa.

A Polícia Militar e Polícia Civil foram acionadas para registrar a ocorrência e coletar as digitais do corpo. De acordo com o pai do homem, seu filho era foragido da justiça por homicídio. O corpo foi liberado para sepultamento. 

O caso do feminicídio foi noticiado no Balanço Geral. Daniel e Beatriz possuíam um bar em sociedade na região do Butantã e moravam no apartamento em que ela foi encontrada morta deitada na cama. 

(Fonte: Portal NC)

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp