Funcionários da Prefeitura de Jales participam de treinamento para aprimorar uso do sistema da Ouvidoria Municipal

Desenvolvimento em 25 de maio, 2022 10h05m
Facebook Twitter Whatsapp

Foi realizado na tarde desta terça-feira, 24 de maio, na sala de reuniões do Teatro Municipal “Dr.Edílio Ridolfo”, treinamento para servidores que gerenciam o sistema de ouvidoria da Prefeitura de Jales, o eOuve, plataforma que conta com suporte da empresa WebNets.

O treinamento contou com a presença de servidores representando todas as Secretarias Municipais e foi ministrado pelos representantes da empresa WebNets, Camila Vieira e Celso Garcia. Na ocasião foi apresentado aos servidores o uso das ferramentas e modo eficaz de gerir a plataforma no qual são acolhidas as manifestações da população, visando o fortalecimento do canal de ouvidoria e o aperfeiçoamento de técnicas para o aprimoramento do serviço público.

A Ouvidoria Municipal serve como elo entre os munícipes e o Poder Executivo. Através dela, moradores podem apresentar sugestões, elogios, solicitações, reclamações e denúncias relacionadas a diversos setores da municipalidade. De acordo com o servidor Marcos Alexandre, responsável pelo setor de Ouvidoria, “esse treinamento foi de extrema importância para aprimorar, atualizar e qualificar o servidor que gerencia as manifestações da população, proporcionando a melhor experiência, atendendo de modo eficaz e satisfatório esse canal tão necessário no serviço público”.

Publicidade

A Ouvidoria oferece diversos canais para os moradores registrarem suas manifestações, e cada demanda gera um número de protocolo para acompanhamento do solicitante.

A manifestação pode ser registrada através do site Oficial da Prefeitura de Jales https://jales.sp.gov.br/, aplicativo eOuve (IOS e Android), telefone 0800 772 0063 e WhatsApp (17) 99741-6482. Nestes dois últimos canais o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h assim como presencialmente no Paço Municipal, localizado na Rua 05, nº 2266, Centro.

É importante frisar que em nenhum dos canais é obrigatória a identificação do munícipe, o que garante sigilo em casos de denúncia.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp