Área Azul é implantada em Iturama e divide opiniões

Desenvolvimento em 18 de janeiro, 2021 15h01m
Facebook Twitter Whatsapp

Passou a vigorar desde dezembro 2020 o estacionamento rotativo “Área Azul” nas ruas do Centro de Iturama dividindo opiniões de comerciantes e moradores.

O projeto de Lei foi enviado à Câmara em 2018 e após discussão naquela Casa de Leis, foi aprovado e enviado a sanção do prefeito municipal que abriu uma concorrência nº 01/2018 com o seguinte objeto... “Concessão Onerosa na modalidade de Concorrência Técnica e Preço para gestão da exploração, apoio e monitoramento de vagas de estacionamento rotativo eletrônico pago, denominado “Área Azul - Rotativo Iturama”, monitoramento social e administração de Solução de Estacionamento Digital no Município de Iturama/MG, contemplando todos os recursos materiais, de tecnologia e serviços necessários ao seu correto funcionamento, com repasse de percentual de receitas ao Município por período de 10 (dez) anos, de acordo com as especificações técnicas constantes nos anexos em edital”.
A reportagem do Jornal da Cidade entrou em contato com o presidente da ACIITU (Associação Comercial e Industrial de Iturama) Ageu Moscatel, que é o representante legal dos comerciantes afim de saber se houve uma consulta prévia por parte da administração sobre a implantação. Ageu afirmou que a Associação Comercial não foi consultada sobre o projeto e se ele iria trazer algum benefício. Ele explicou ainda que alguns comerciantes sinalizam positivamente para a implantação da área azul pois existe uma oferta maior de vagas para estacionar. Outros reclamam que o movimento no comércio diminuiu e temem quedas nas vendas com a baixa circulação de pessoas.
“O que a Associação Comercial sempre fez foi um trabalho de conscientização dos comerciários para que não estacionassem, sempre que possível, no Centro da cidade, deixando os espaços para os consumidores”, explicou Ageu Moscatel.
Entre os dias 07 e 14 de dezembro foi elaborado uma espécie de campanha educativa, já cobrando tarifa para estacionar o que pegou muita gente desprevenida pois não houve um anúncio prévio para avisar a população sobre o início da cobrança e até hoje gera polêmica. Falamos com alguns motoristas e a maioria deles dizem que o valor é alto, dependendo do que vai fazer no comércio.  Se algo que se demora 15 ou 20 minutos tem que pagar por uma hora cheia, o que inibe que alguns consumidores que eram acostumados circular pela área central e continuar fazendo. “É um absurdo essa cobrança e não aliviam nem mesmo para os idosos e nem para os deficientes”, disse um deles “...isso mais parece uma fábrica de multas”, completou.
O estacionamento é cobrado de segundas às sextas-feiras das 9h às 17h e no sábado das 9h às 12h; não existe gratuidade nem carência no estacionamento, apenas existe um prazo de 10 minutos para que o motorista adquira o ticket ao preço de R$ 2,00 por hora. Caso a pessoa não coloque o ticket de estacionamento o valor aumenta para R$ 10,00 (uma espécie de taxa de regulamentação) com prazo de até 48h para que seja paga junto à empresa concessionária que se localiza na Rua Frutal, nº 596, no Centro de Iturama. E caso esse prazo seja perdido o não pagamento vira multa de trânsito, infração grave com 5 pontos na carteira de motorista e multa no valor de R$ 195,23.

VAGAS ESPECIAIS
Motos estão isentas da cobrança, porém não podem estacionar fora dos bolsões sinalizados para elas. Já as vagas para deficientes e idosos não estão isentas da cobrança de tarifa, tem que pagar igual os demais. A única diferença é poder usar as vagas sinalizadas para eles, o que sempre existiu utilizando as credenciais conforme resolução do CONTRAN.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp